menu

16 de junho de 2017

Dear Daddy...(Querido papai...)

Saudades do tempo em que o senhor era meu super herói. Aqueles super heróis que nem precisam de capa, pois já são mais super do que o próprio Batman ou Superman. Saudades do tempo em que apenas uma palavra ou uma ida ao shopping bastava... Saudades do tempo em que receber uma ligação sua era a felicidade do meu dia.

Naquele tempo pai, o senhor não tinha tempo para mim, não conseguia chegar na hora ou atender minhas ligações. Hoje estou maior, mais crescida e já consigo sair sozinha. Hoje o senhor me procura e hoje eu que não estou. Hoje eu que não respondo suas ligações e hoje não espero pelo senhor, diferente de antes, vou lá e faço por mim mesma. Hoje, não fico com raiva ou ao menos chateada pela promessa de "vou hoje ai" não acontecer, apenas sigo minha vida e esqueço disso. Hoje, na sua palavra não confio tanto assim...

Pai, aos poucos o senhor foi se tornando um estranho para mim... Eu não preciso de 100 reais no bolso ou uma ida à praia que não vou faz tempo. Eu preciso de você quando eu estiver doente, eu preciso de você quando a única coisa que quero fazer é chorar. Eu preciso do apoio presente, eu preciso do amor. Eu preciso de mais abraços e menos "presentes de desculpa". Preciso que esteja presente até na minha doença, que esteja lá por mim, me dando apoio e força...

Eu ainda  te amo muito, mas me sinto decepcionada e triste por não tê-lo perto de mim...

Um filho não consegue viver apenas de dinheiro, um pai presente é um presente e tanto.
Para aqueles pais que estão presentes, parabéns, VOCÊS SÃO O MÁXIMO E EU ADMIRO VOCÊS, agora para aqueles que estão mais separados: peço que tente pensar em tudo isso que escrevi, peço que tente dar mais amor aos seus filhos, porque a falta do pai ou da mãe faz um buraco enorme no coração do filho. 
Não estou falando de falta como uma separação dos pais e sim a própria presença daquele que é considerado o mais forte e sábio dos heróis... Uma hora, a criança cresce e não irá ver com os mesmos olhos.. pode nem mesmo considerar a hipótese de existir um herói.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Encontre aqui